quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

E se o mundo acabasse amanhã...

... Faria coisas que não me arrependeria num possível depois.
Como canceriana planejaria cada passo do meu dia para que fosse exatamente como eu gostaria.
Tomaria remédio para dormir, afinal, não esperaria acordada pelo último dia de minha vida; dormiria num hotel luxuoso, com uma grande hidromassagem, espuma, cama “king size”, lençóis brancos, travesseiros de pluma de ganso e com todos os CDs que eu mais gosto; faria o último amor com o grande amor da minha vida e se ele não quisesse passar o último dia dele comigo, ficaria ali, sozinha.

Acordaria cedo, colocaria um roupão e tomaria um belo café da manhã na sacada; Pegaria um taxi e sairia por aí, conhecendo os lugares da minha cidade em que nunca estive, iria ao cinema com um saco bem grande de pipoca e guaraná e veria o filme mais romântico que estivesse passando; Comeria um saco de MM’s Família sozinha; pintaria meu cabelo de loiro; gastaria meu último salário com coisas que me dessem felicidade momentânea.

Sairia pra correr um pouco, por aí, com um Ipod cheio de músicas minhas, músicas que me trouxessem lembranças boas, saudades, risadas e pensamentos; Falaria pra quem quisesse ouvir o que acho de tudo que acho errado; não ligaria pras críticas e falaria mais um pouco; iria à igreja agradecer por ser tão sortuda na vida; choraria de saudades antecipadas desse lugar e dessas pessoas; torraria o cartão de crédito; comeria o petit gateau do América sem culpa; passaria longe do trabalho; jogaria todas as lembranças guardadas no meu quarto no lixo.

Voltaria pra casa e deitaria no colo da minha mãe; assistiria às fitas de quando era pequena (antes de jogá-las fora); ligaria pra todos meus reais amigos pra dizer o quanto os amo; tomaria um belo banho; colocaria a roupa que eu mais gosto e como boa canceriana, esperaria o dia acabar em casa, no melhor lugar do mundo.

Um comentário:

Erika disse...

To chorando agora...