quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

É crônica, eu sei.

Todo mundo é ansioso, mas nem todo mundo é crônico, nem todo mundo é ansioso demais a ponto de fazer coisas idiotas, se preocupar com coisas que acontecerão daqui há 8 meses e se programar para o final de semana em plena segunda-feira.

Pois bem, eu explico.

Ansiedade no dicionário: sofreguidão, impaciência, sensação de inquietação.

Bom, isso todo mundo tem, mas não ao quadrado como eu.

Sempre soube, mas há meses atrás descobri que era sério, que não era normal e que agora, estava atrapalhando meu bem-estar.

Uma pessoa ansiosa como eu não dorme muito, afinal, fica ansiosa para acordar e fazer as coisas que precisa (e tem que dar tempo de tudo, porque se não vem a frustração): acordar, tomar café direito (sentar, comer pão com queijo, iogurte e mamão), tomar banho, secar o cabelo, fazer maquiagem... Se não sai desse jeito, o dia já começa errado.

Daí eu olho pro meu estojo e vejo que meu rímel está acabando (desastre!) e já saiu de casa pensando que terei que chegar ao trabalho e mandar um e-mail praquela amiga que traz coisas importadas: “Querida amiga, preciso do rímel X, você traz pra mim?” e ela responde: “Claro, mas só viajo daqui duas semanas.”

Duas semanas? Oh Deus! Como viverei sem meu rímel (detalhe que isso pra mim não é futilidade, quem me conhece sabe que eu não vivo sem)? – Logo penso: Na hora do almoço, como rapidinho na padaria, e vou à farmácia comprar um, daí já aproveito e compro o que to precisando.

E assim o dia passa, ainda é segunda-feira. Nossa, é segunda! Amanhã já e terça, depois já é quarta – preciso ver o que vou fazer no final de semana.

Tenho aniversário na sexta, um churrasco e uma balada no sábado e domingo preciso ver meu irmãozinho. Ok, vou mandar um email pro namorado fazendo o cronograma.
Logo recebo a resposta: “Amor, sábado estarei sem carro. Vamos ter que rever esse cronograma.”

Droga. Odeio isso – eu me planejo toda, faço tudo correndo durante a semana e chega na hora, sai errado. Saco.

Nossa, esqueci que preciso marcar os médicos pra semana que vem! Vamos lá: ginecologista, dermatologista, endocrinologista... Quero ir a todos de uma vez, porque se eu tiver com alguma coisa, quero saber rápido.

Sou tão ansiosa, que quando chegam os resultados dos exames clínicos, entro na internet, jogo os resultados no Google, pra saber se é normal ou não.

Não, eu não sou normal.

Pronto, final de semana programado, médicos marcados. Vou começar a trabalhar.
Nossa, meu computador é muito lerdo e não acompanha meu raciocínio. Ligo pra informática e peço que venham dar uma olhada – lembrando que o pessoal de TI sempre demora pra essas coisas.

Já se passaram 5 minutos e nada, 6...7. Ligo de novo. “Alô, moço? Então, eu liguei pra vocês e preciso de alguém aqui, urgente!” e ele responde: “Jana, estamos indo, você ligou faz 7 minutos.”

Ah, sei lá. É que quando alguém fala que precisa de mim urgente, eu saiu correndo.

Detalhe: isso é um defeito do ansioso – largar o que está fazendo, pra fazer outra coisa, sem dar prioridade.

Depois de 15 minutos, quase morrendo de nervoso de tanta demora, meu computador está arrumado.

Fim de tarde: “Nossa, hoje tem aula de Yoga, tenho que sair cedo.” – sair cedo? É piada?

Bom, vou fazer isso, isso e isso, tomar um café, fumar um cigarro e ir (até isso eu programo).

Consegui! Me troco correndo, bebo água e vou pra sala – cadê a professora? Cadê todo mundo?

E com uma leve olhada no quadro de horários: “Nossa, essa aula é amanhã, vou ter que ir pra esteira.”

Saco.

4 comentários:

Bru disse...

Só digo isso:

hahahahaha
sua cara janoca!

miss u. bju

Anônimo disse...

[I]
Lindaaaaaaaaaaa Jan...vc realmente é demais...além de linda é inteligente e um pouco possuida kkkkk mas que jámora no meu ♥

Te adorooooooooooo

Bjs

Sheila disse...

Caraca! Fiquei ansiosa lendo, meu coração acelerou, me deu vontade de entrar na história e dizer algo que vc odeia: Calma, Jana!
Mas, não um 'calma' porque vc é nervosa, mas um 'calma' de RESPIRA!
Sei que isso é uma fase e que tudo vai entrar nos eixos, mas vejo nisso o lado bom: sua pro-atividade, poder de decisão (vc sabe o que quer).
No mais, adoro-te!
bjkas

Bru disse...

Detalhe: isso é um defeito do ansioso – largar o que está fazendo, pra fazer outra coisa, sem dar prioridade.

Isso não é só um defeito dos ansiosos - não que eu não seja uma - mas também das pessoas que se importam com os que o cercam. Coisa boa por um lado.

bj